Les auteurs francophones à la médiathèque: Amélie Nothomb
4 de abril de 2019
Dica da Mediateca: o Arqueofeminismo por Maxime Rovere
11 de abril de 2019
Mostrar todos

Bem-vindo ao Refugistão

DOCUMENTÁRIO “BIENVENUE AU RÉFUGISTAN”
É EXIBIDO NO SESC PALLADIUM, DIA 11 DE ABRIL
SESSÃO TEM ENTRADA GRATUITA E RODA DE
CONVERSA COM A DIRETORA ANNE POIRET

A forma como se organizam os principais campos de refugiados do mundo é
tema central do documentário “Bienvenue au Réfugistan” (Bem-vindo ao Refugistão).
Dirigido pela jornalista francesa Anne Poiret, o filme, que mostra um “país invisível”,
será exibido no dia 11 de abril, às 20h, no Sesc Palladium. A sessão tem entrada
gratuita e é promovida em parceria com a Aliança Francesa Belo Horizonte.

Ao longo da película, Anne aborda os conflitos vividos por cerca de 17 milhões
de pessoas – refugiados, deslocados e imigrantes – que moram nesses locais.
Construídos para ser provisórios, ela mostra que os campos se tornaram grandes redes
de confinamento com abrigos superlotados e condições sanitárias difíceis. Assim,
coloca em xeque o sistema de organizações não governamentais que gerem a
situação. O filme investiga este gigante dispositivo que combina preocupações
humanitárias e gestão dos “indesejados”, os quais os países ricos não querem a
nenhum preço.

A proibição de trabalhar fora dos campos, a restrição de circulação, as longas
filas para obter alimentos e a falta de saneamento acabam gerando cenários de
violência em caos entre os abrigados, que muitas vezes passam mais de uma década
nesses espaços. Juntos, estes campos de refugiados chegam a ter uma população do
tamanho da Holanda, e os seus nomes não constam em nenhum mapa.
O documentário foi gravado nos principais locais de acolhimento como Quênia,
Tanzânia, Jordânia, na fronteira da Grécia com a Macedônia, e nas instalações do Alto
Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) na França, Inglaterra e
Suíça. A fim de ampliar a discussão, após a exibição do filme haverá um debate com a
diretora Anne Poiret.

Sobre a diretora

Vencedora do Prix Albert Londres, o principal prêmio do jornalismo francês, em
2007por “Muttur: um crime contra o humanitário”, a escritora e jornalista francesa
Anne Poiret produz documentários há 15 anos – “Meu País Fabrica Armas”;
“Síria:Missão Impossível”; “Sudão do Sul: fábrica de um Estado”; “Namíbia: O
Genocídio do Segundo Rei”; – e colabora com diferentes publicações. No Oriente
Médio, África ou Ásia, ela está particularmente interessada nas áreas cinzentas do
período do pós-guerra.

SERVIÇO
Exibição do documentário “Bienvenue au Réfugistan”
Data: 11 de abril (quinta-feira)
Local: Cine Sesc Palladium (av. Augusto de Lima, 420, Centro)
Horário: 20h
Entrada Franca
Mais informações: aliancafrancesabh.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *