Exposição – “Tradução Automática – A Revolução da Inteligência Artificial”
3 de outubro de 2019
SUPERINTENSIVO DEZEMBRO 2019
18 de outubro de 2019
Mostrar todos

O Digital Para o Jovem nas Bibliotecas

Formação: O Digital Para o Jovem nas Bibliotecas

O Digital Para o Jovem nas Bibliotecas

De videogames a novelas no Whatsapp, dos blogs para o Snapchat, do stopmotion para a programação criativa: visão geral do lugar dos recursos digitais para um público jovem nas bibliotecas.

A Aliança Francesa Belo Horizonte, organiza no dia 16 de outubro no Auditório da Academia Mineira de Letras, um dia de formação sobre o digital para o jovem nas bibliotecas, com o formador Julien Devriendt, diretor do digital na Biblioteca Choisy-le-Roi.

Que lugar ocupa o digital na biblioteca nos dias atuais? Por que incentivar o uso de videogames na biblioteca? Que tipo de aplicativos e videogames jogar na biblioteca? Quais ferramentas? Qual estratégia? Como criar espaços criativos na biblioteca? Essas perguntas vão nortear os intercâmbios entre os responsáveis por essas iniciativas em bibliotecas.

Este evento é aberto para todos os profissionais do livro, bibliotecários e parceiros.

Objetivos:

– Aprofundar o conhecimento sobre as novas práticas do público infantil e jovem.

– Pensar no lugar do digital nas bibliotecas.

– Explorar os recursos digitais e de jogos.

Programa:

9h-9h30: Recepção – Café da manhã

 

9h30-10h: Abertura


10h-10h30:

Qual lugar do digital na biblioteca?

Que lugar reservar ao digital no espaço físico da biblioteca:

– Uma cultura do digital ou uma ferramenta?

– Desenvolver a alfabetização digital.

 

10h30-11h30:
Planejar uma estratégia de formação:

  • Fazer uma prospecção: Quais ferramentas utilizar? Qual estratégia adotar?
  • Compartilhar habilidades, acompanhar e incentivar colegas.

 

11h30-13h:
Redes sociais (Facebook, Twitter, Instagram, Whatsapp, Snapchat)

  • Estratégia editorial: Que público atingir? Como usar? Quais redes privilegiar? Como articular os canais de divulgação e interação?
  • Quais ferramentas para facilitar a divulgação e a interação?

 

13h-14h: Intervalo

 

14h-15h:
Por que incluir o jogo no ambiente da biblioteca?

  • Porque os jogadores podem ser diferentes do que você imagina.
  • Porque o videogame reflete uma história de tecnologia e artes digitais.
  • Porque eles já estão presentes em sua biblioteca.
  • Para não reproduzir o debate sobre a legitimidade dos quadrinhos e do Mangá na biblioteca.

 

15h-16h:

Apresentação de aplicativos e videogames:

  • Para viver outra experiência de jogo.
  • Descobrir novas formas de contar histórias.

Descobrindo o movimentoMaker:

– Dos hippies aos kickstarter passando pelo movimento punk.

– Tipologia de “laboratórios”: Fablab / Makerspace / Medialab / Hackerspace.

Aprender a aprender:

– Invention litteracy.

– Homago, e aprendizagem em rede.

 

16h-17h:

Volta ao mundo (e na França) dos espaços criativos nas bibliotecas.

Desenvolver um espaço criativo: Quais ferramentas? Qual operação?

Workshop: Manipulação e descoberta de Makey Makey / Scratch.

Apresentação de projetos a serem realizados em biblioteca: caixas com histórias, Máquina para ler, instalações interativas.


Sobre o formador  
Julien Devriendt atua na midiateca Choisy -le -Roi e é coordenador da publicação “Jogar na biblioteca”. Apaixonado pelas ferramentas de criação e de expressão digital , interessa-se particularmente na aplicação dessas ferramentas nas bibliotecas e midiatecas.

Informações

Data: 16 de outubro

Local: Auditório – Academia Mineira de Letras
Horário: 9h-17h

Inscrição: R$ 80,00

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.