Oficina de Horta Urbana: Colheita e Plantio
30 de julho de 2016
Cineclube francófono
27 de agosto de 2016
Mostrar todos

Exposição: Nós edifício – Vitor Novato

Quando:


Data: 17/08/2016 - 14/09/2016

Horário: Horário flexível

Sobre:


Uma janela para o jardim, evidencia a relação entre homem e natureza intermediada pelo concreto, onde a relação mais próxima que podemos ter com a vegetação se dá pela construção artificial, o jardim, e que em muitos casos pode não existir.

CartazVN

Em Piscina podemos nos encontrar imersos em uma grande caixa de concreto cheia de petróleo, como mergulhar nas ruas, que mais parecem rios de asfalto. Somos dia após dia engolidos pelo concreto, mastigados pela boca do cimento, do consumo e da violência, habitamos o cimento, vivemos como pássaros aprisionados em ninhos ou gaiolas de alvenaria, nos esfacelamos em pensamentos concretos, de modo que a nossa própria existência seja insustentável, passamos a depender quase que integralmente do modo de vida consumista e poluente, longe de relações saudáveis com a natureza nos edificamos, nos constituímos parede, pedras de sentimentos, entraves de realizações, barragens de sensações, pedágios de sermos.

A exposição de Vitor contará com uma apresentação de reflexões sobre a temática “cidadania”, sendo nossa quinta edição da Folha das Alianças Vivas.

E como em todo vernissage desse ano, também teremos o prazer de provar as criações culinárias da Juliana Muradas do Deli Fresh Food, e se refrescar com o cocktails ofertos pela Mon Caviste, loja de vinhos franceses belo-horizontina!

SOBRE VITOR NOVATO

Vitor Novato é graduado pela Escola de Belas Artes da UFMG. Em 2013, participou da exposição coletiva Deriva7 juntamente com Augusto Hendricus e Renan Bolcont, e realizou uma intervenção artística no Instituto de Ciências Biológicas da UFMG em 2014.

O ano passado participou da exposição coletiva Zé do Monte: mestre tipografo e ministrou a oficina Monotipia: a impressão como alternativa plástica.

Foi bolsista em um projeto interdisciplinar entre a Faculdade de Letras e a Escola de Belas Artes, em editoração.

Atualmente a sua pesquisa visual gira em torno das relações entre arquitetura/cidade e humanos, através de assemblagens, pinturas, desenhos, gravuras, monotipias e esculturas que buscam explorar os confrontos mentais contemporâneos.

A exposição faz parte do projeto Alianças vivas.

Abertura dia 17 de agosto, 19h – Visitação até dia 14 de setembro.


 

Interessado(a)? Fale conosco

Sua mensagem