Exposição HARCOURT – ESCULTOR DE LUZ
14 de julho de 2016
Oficina de Horta Urbana: Colheita e Plantio
30 de julho de 2016
Mostrar todos

Exposição: Revoada – Flàvio CRO

Quando:


Data: 20/07/2016 - 10/08/2016

Horário: Horário flexível

Sobre:


O projeto nasceu quando um amigo de Flávio Cro estava montando uma academia de escalada, e deixando os recortes de madeira que sobravam para o artista experimentar novas soluções pictóricas nas aulas com Sebastião Miguel. Um passo a mais foi completado quando Flávio levou sua pintura para a área de paisagem urbana, se inspirando de Tales Bedeschi e suas gravuras Revoadas (das quais ele tomou o título emprestado) e de Adriana Varejão e seu Azulejões, pinturas modulares.

Como nas duas referências, o trabalho de Cro passou a integrar-se ao espaço absorvendo a arquitetura do local no qual se instala, imergindo o expectador.

Põe-se aqui a questão da reciclagem de materiais, de técnicas e de formas, tornando-se quebra-cabeça contemporâneo e repensando a diferença, a inconstância e mais ainda, a adaptabilidade das soluções estéticas e poéticas. Cada recorte é um pássaro e cada revoada uma história…

A exposição de Flávio Cro conta com a participação especial de Luciano Marcos Silva, que apresenta na quarta folha das Alianças Vivas a sua interpretação sobre a temática “economia circular”, ligada à exposição de Flávio.

SOBRE FLÁVIO CRO

Mestrando pela Escola Guignard e ESMU da UEMG, além Pós Graduado e Graduado na instituição. O trabalho de Flávio Cro transita entre o conceitual e o experimental, muitas vezes fazendo da rua o seu atelier ou trazendo as suas experiências urbanas para dentro das galerias, faz com que o trabalho se modifique a cada vez que é apresentado, causando um embate dinâmico entre o público, a obra e o espaço expositivo. Com exposições pelo Brasil e exterior, Flávio Cro é um dos novos expoentes da arte mineira.

SOBRE LUCIANO MARCOS SILVA

Luciano Marcos da Silva, Educador, graduado em comunicação social com ênfase em jornalismo, possui especialização em administração, desenvolvimento local e gestão do terceiro setor. Atua como assessor do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis-MNCR e é diretor presidente do INSEA – Instituto Nenuca de Desenvolvimento Sustentável, uma ONG voltada para a assessoria técnica as associações e cooperativas de catadores e população em situação de Rua em Minas Gerais, Espírito Santo e Amazonas.

A exposição faz parte do projeto Alianças vivas.

Abertura dia 20 de julho, 19h – Visitação até dia 10 de agosto.


 

Interessado(a)? Fale conosco

Sua mensagem