Informações sobre os cursos: módulo Maio-Junho
6 de maio de 2022
Exposição Prix Photo Aliança Francesa
12 de maio de 2022
Mostrar todos

Mostra de Cinema “Húbris e Poder”

Quando:


Data: 10/05/2022 - 19/05/2022

Horário: 00:00

Sobre:


A Aliança Francesa de Belo Horizonte apresenta, entre os dias 10 e 19 de maio, a mostra de cinema “Húbris e Poder”. Com entrada gratuita, estão disponíveis 13 títulos, em horários variados, que trazem em suas histórias as temáticas de poder e arrogância, seja como ponto central ou como características dos personagens. O público pode assistir aos longas no Cine Humberto Mauro, no Palácio das Artes.

A temática do húbris e do poder é universal. Está presente nos grandes conflitos e acontecimentos de ontem e de hoje, na guerra na Ucrânia, no Iêmen, na vida política e na organização da sociedade civil. A arte, como espelho e representação da realidade, não escapa do assunto.

Na mostra, o telespectador acompanha de perto várias situações onde emerge a embriaguez do poder, não só nos políticos, mas também nas pessoas simples. Da mesma forma, é visto como o húbris é causa de conflitos desmedidos e do colapso das civilizações.

Na programação estão filmes como Z (Argélia, França 1968) de Costa-Gavras; O Exército da Sombra (França, Itália 1969) de Jean-Pierre Melville; RUN (Costa do Marfim, França 2013) de Philippe Lacôte; A Gravata (França 2019) de Etienne Chaillou e Mathias Thery; De Gaulle (França 2019) de Gabriel Le Bomin; O Estado Contra Mandela e os Outros (França 2018) de Nicolas Champeaux, de Gilles Porte; Simpatia pelo Diabo (Bélgica, Canadá, França 2019) de Guillaume de Fontenay; e muitos outros longas imperdíveis.

“A mostra é um convite a todos para pensar na perigosidade do poder quando ele fica concentrado, e lembrar o ensino da tragédia grega: só a sobriedade e a temperança nos salvam da nêmesis”, ressalta Yves Mahé, diretor da Aliança Francesa de Belo Horizonte.

O evento é uma realização da Aliança Francesa de Belo Horizonte em parceria com o Serviço de Cooperação e Ação Cultural da Embaixada da França, o Institut Français e a Fundação Clóvis Salgado.

 

 

SERVIÇO:

Aliança Francesa de Belo Horizonte

Mostra de cinema “Húbris e Poder”

De 10 a 19 de maio

Cine Humberto Mauro – Av. Afonso Pena, 1537 – Centro, Belo Horizonte

Entrada gratuita

 

 

PROGRAMAÇÃO E SINOPSES

10 DE MAIO

16H – RUN (Costa do Marfim, França 2013) de Philippe Lacôte. Com Abdoul Karim Konaté, Alexandre Desane, Isaach de Bankolé. Drama em cores/100’. Classificação etária 14.

 

Run fugiu… Ele acabou de matar o primeiro-ministro do seu país. Sua vida retorna a ele por flashs: sua infância com o mestre Tourou, quando ele sonhava em se tornar um fazedor de chuvas, suas aventuras com Gladys, e seu passado como um jovem patriota. Durante toda a vida, Run não fez suas escolhas. Cada vez, ele foi pego por elas, fugindo de uma vida anterior.

 

18H – A Gravata (La Cravate) (França 2019) de Etienne Chaillou, Mathias Thery. Documentário em cores/98’. Classificação etária Livre.

 

Bastien tem 20 anos e é um ativista do principal partido de extrema direita há cinco. Quando a campanha presidencial começa, ele é convidado por seu superior a se envolver mais com ela. Introduzido na arte de vestir roupas de político, ele sonha com uma carreira, mas velhos demônios ressurgem …

 

20H – Z (Argélia, França 1968) de Costa-Gavras. Com Jacques Perrin, Jean-Louis Trintignant, Yves Montand. Drama em cores/121’. Classificação etária 14.

 

Presidente do Movimento Nacional pela Paz, Z morre num misterioso acidente de estrada ao sair de uma reunião. Apesar das ameaças de morte recebidas pela vítima, a polícia confirma a tese de acidente. Ajudado por um jornalista, o juiz de instrução tenta provar o contrário…

 

11 DE MAIO

 

16H – De Gaulle (França 2019) de Gabriel Le Bomin. Com Isabelle Carré, Lambert Wilson, Olivier Gourmet. Drama histórico em cores/108’. Classificação etária 12.

 

  1. De Gaulle se opõe a Pétain porque ele quer continuar a ofensiva militar. Em Colombey, Yvonne, sua esposa, é forçada a partir. A família foi para a Bretanha no êxodo. À medida que o armistício se aproximava, de Gaulle escolheu ir a Londres, onde Churchill, que se tornara um aliado, lhe permitiu falar na BBC em 18 de junho. Yvonne e Charles acabam se encontrando novamente, após uma longa viagem, na capital Londrina.

 

18H – Navegando até Kinshasa (En route pour le milliard) (República Democrática do Congo, França, Bélgica, 2020) de Dieudo Hamadi. Documentário/ 80’. Classificação etária 16.

 

Há duas décadas que as vítimas da Guerra dos Seis Dias na República Democrática do Congo lutam em Kisangani pelo reconhecimento desse conflito sangrento que deixou várias sequelas em seus corpos, exigindo indenização. Cansadas de apelos infrutíferos, decidiram finalmente expressar as suas exigências em Kinshasa após uma longa viagem pelo Rio Congo abaixo.

 

20H – O Exército da Sombra (L’Armée des ombres) (França, Itália 1969) de Jean-Pierre Melville. Com Lino Ventura, Simone Signoret. Drama histórico em cores/137’. Classificação etária 16.

 

Outubro de 1942. Philippe Gerbier, engenheiro-residente, membro de um grupo de resistência gaullista, é preso num campo de concentração francês, depois transferido ao quartel general da Gestapo em Paris. Ele foge e chega a Marselha, onde deve capturar a pessoa que o traiu.

 

 

12 DE MAIO

 

16H – Municipale (França, 2021) de de Thomas Paulot. Com Laurent Papot. Drama/110 ‘. Classificação etária Livre.

 

A pequena cidade de Revin, nas Ardenas, está se preparando para eleger seu prefeito quando um indivíduo desconhecido de todos se torna candidato. Este intruso não é outro senão um ator, que envolverá toda a cidade numa ficção política.

 

18H – Camille (França, República Centro-Africana 2019) de Boris Lojkine. Com Bruno Todeschini, Fiacre Bindala, Nina Meurisse. Drama em cores/90’. Classificação etária 10.

 

Camille Lepage é uma jovem francesa de 26 anos de idade que vai viver na África para batalhar pelo seu lugar no mundo da fotojornalismo. Em maio de 2014, soldados franceses a encontram morta na parte de trás de um veículo suspeito, junto com um líder rebelde de Balaka.

 

20H – Simpatia pelo Diabo (Sympathie pour le diable) (Bélgica, Canadá, França 2019) de Guillaume de Fontenay. Com Arieh Worthalter, Nils Schneider, Vincent Rottiers. Drama em cores/100’. Classificação etária 14.

 

Paul (Niels Schneider) é um expansivo jornalista correspondente que está cobrindo o cerco de Sarajevo, durante a guerra na antiga Iugoslávia, em 1992. Habitando uma zona onde tudo que se move pode ser um alvo, Paul tenta viver, amar e informar, testando os limites de quanto tempo pode suportar até estar ele mesmo pegando em armas.

 

13 DE MAIO

 

16H – O Estado Contra Mandela e os Outros (Le Procès Contre Mandela et les Autres) (França 2018) de Nicolas Champeaux, Gilles Porte. Documentário em cores/106’. Classificação etária 14.

 

O ano de 2018 marca o centenário do nascimento de Nelson Mandela, o homem revolucionário que se viu no centro do julgamento histórico de 1963 e 1964. Porém, havia outras oito pessoas que também estavam esperando o veredito que poderia levá-los à sentença de morte.

 

18H – Os Confins do Mundo (Les Confins du Monde) (França, Vietnã 2018) de Guillaume Nicloux. Com Gaspard Ulliel, Guillaume Gouix. Drama em cores/103’. Classificação etária 12.

 

Indochina, 1945. Robert Tassen, um jovem soldado francês, é o único sobrevivente de um massacre em que seu irmão morreu diante de seus olhos. Cego por vingança, Robert embarca em uma busca solitária e secreta dos assassinos. Mas seu encontro com Mayi, um jovem local, vai perturbar suas crenças.

 

20H – O Discurso Glorioso De Aceitação De Nicolas Chauvin (Le Discours d’Acceptation Glorieux de Nicolas Chauvin) (França,2018) de Benjamin Crotty. Com Alexis Manenti, Antoine Cholet. Drama/26’. Classificação etária Livre.

 

Durante seu discurso de agradecimento por um prêmio de carreira, Nicolas Chauvin (agricultor e soldado, veterano do Exército Revolucionário e das Guerras Napoleônicas, “pai” do chauvinismo que leva seu nome) embarca em um monólogo e reconta sua história de vida.

 

Irradiés (França 2020) de Rithy Panh. Em Preto e branco/88’. Classificação etária 16.

 

O documentário traz a realidade sobre pessoas que sobreviveram à irradiação da guerra e é recomendado para aqueles que acreditam que são imunes a ela. Um filme extremo e necessário que penetra nos olhos e no coração com força inabalável.

 

 

14 DE MAIO

 

15H – Z (Argélia, França 1968) de Costa-Gavras. Com Jacques Perrin, Jean-Louis Trintignant, Yves Montand. Drama em cores/121’. Classificação etária 14.

 

Presidente do Movimento Nacional pela Paz, Z morre num misterioso acidente de estrada ao sair de uma reunião. Apesar das ameaças de morte recebidas pela vítima, a polícia confirma a tese de acidente. Ajudado por um jornalista, o juiz de instrução tenta provar o contrário…

 

17H15 – O Exército da Sombra (L’Armée des ombres) (França, Itália 1969) de Jean-Pierre Melville. Com Lino Ventura, Simone Signoret. Drama histórico em cores/137’. Classificação etária 16.

 

Outubro de 1942. Philippe Gerbier, engenheiro-residente, membro de um grupo de resistência gaullista, é preso num campo de concentração francês, depois transferido ao quartel general da Gestapo em Paris. Ele foge e chega a Marselha, onde deve capturar a pessoa que o traiu.

 

20H – RUN (Costa do Marfim, França 2013) de Philippe Lacôte. Com Abdoul Karim Konaté, Alexandre Desane, Isaach de Bankolé. Drama em cores/100’. Classificação etária 14.

Run fugiu… Ele acabou de matar o primeiro-ministro do seu país. Sua vida retorna a ele por flashs: sua infância com o mestre Tourou, quando ele sonhava em se tornar um fazedor de chuvas, suas aventuras com Gladys, e seu passado como um jovem patriota. Durante toda a vida, Run não fez suas escolhas. Cada vez, ele foi pego por elas, fugindo de uma vida anterior.

 

15 DE MAIO

18H – De Gaulle (França 2019) de Gabriel Le Bomin. Com Isabelle Carré, Lambert Wilson, Olivier Gourmet. Drama histórico em cores/108’. Classificação etária 12.

  1. De Gaulle se opõe a Pétain porque ele quer continuar a ofensiva militar. Em Colombey, Yvonne, sua esposa, é forçada a partir. A família foi para a Bretanha no êxodo. À medida que o armistício se aproximava, de Gaulle escolheu ir a Londres, onde Churchill, que se tornara um aliado, lhe permitiu falar na BBC em 18 de junho. Yvonne e Charles acabam se encontrando novamente, após uma longa viagem, na capital Londrina.

 

20H – A Gravata (La Cravate) (França 2019) de Etienne Chaillou, Mathias Thery. Documentário em cores/98’. Classificação etária Livre.

Bastien tem 20 anos e é um ativista do principal partido de extrema direita há cinco. Quando a campanha presidencial começa, ele é convidado por seu superior a se envolver mais com ela. Introduzido na arte de vestir roupas de político, ele sonha com uma carreira, mas velhos demônios ressurgem …

 

17 DE MAIO

16H – Navegando até Kinshasa (En route pour le milliard) (República Democrática do Congo, França, Bélgica, 2020) de Dieudo Hamadi. Documentário/ 80’. Classificação etária 16.

 

Há duas décadas que as vítimas da Guerra dos Seis Dias na República Democrática do Congo lutam em Kisangani pelo reconhecimento desse conflito sangrento que deixou várias sequelas em seus corpos, exigindo indenização. Cansadas de apelos infrutíferos, decidiram finalmente expressar as suas exigências em Kinshasa após uma longa viagem pelo Rio Congo abaixo.

 

18H – Simpatia pelo Diabo (Sympathie pour le diable) (Bélgica, Canadá, França 2019) de Guillaume de Fontenay. Com Arieh Worthalter, Nils Schneider, Vincent Rottiers. Drama em cores/100’. Classificação etária 14.

Paul (Niels Schneider) é um expansivo jornalista correspondente que está cobrindo o cerco de Sarajevo, durante a guerra na antiga Iugoslávia, em 1992. Habitando uma zona onde tudo que se move pode ser um alvo, Paul tenta viver, amar e informar, testando os limites de quanto tempo pode suportar até estar ele mesmo pegando em armas.

 

20H – Municipale (França, 2021) de de Thomas Paulot. Com Laurent Papot. Drama/110 ‘. Classificação etária Livre.

A pequena cidade de Revin, nas Ardenas, está se preparando para eleger seu prefeito quando um indivíduo desconhecido de todos se torna candidato. Este intruso não é outro senão um ator, que envolverá toda a cidade numa ficção política.

 

18 DE MAIO

16H – Camille (França, República Centro-Africana 2019) de Boris Lojkine. Com Bruno Todeschini, Fiacre Bindala, Nina Meurisse. Drama em cores/90’. Classificação etária 10.

Camille Lepage é uma jovem francesa de 26 anos de idade que vai viver na África para batalhar pelo seu lugar no mundo da fotojornalismo. Em maio de 2014, soldados franceses a encontram morta na parte de trás de um veículo suspeito, junto com um líder rebelde de Balaka.

18H – O Discurso Glorioso De Aceitação De Nicolas Chauvin (Le Discours d’Acceptation Glorieux de Nicolas Chauvin) (França,2018) de Benjamin Crotty. Com Alexis Manenti, Antoine Cholet. Drama/26’. Classificação etária Livre.

Durante seu discurso de agradecimento por um prêmio de carreira, Nicolas Chauvin (agricultor e soldado, veterano do Exército Revolucionário e das Guerras Napoleônicas, “pai” do chauvinismo que leva seu nome) embarca em um monólogo e reconta sua história de vida.

 

 

Irradiés (França 2020) de Rithy Panh. Em Preto e branco/88’. Classificação etária 16.

O documentário traz a realidade sobre pessoas que sobreviveram à irradiação da guerra e é recomendado para aqueles que acreditam que são imunes a ela. Um filme extremo e necessário que penetra nos olhos e no coração com força inabalável.

 

20H – Os Confins do Mundo (Les Confins du Monde) (França, Vietnã 2018) de Guillaume Nicloux. Com Gaspard Ulliel, Guillaume Gouix. Drama em cores/103’. Classificação etária 12.

Indochina, 1945. Robert Tassen, um jovem soldado francês, é o único sobrevivente de um massacre em que seu irmão morreu diante de seus olhos. Cego por vingança, Robert embarca em uma busca solitária e secreta dos assassinos. Mas seu encontro com Mayi, um jovem local, vai perturbar suas crenças.

 

19 DE MAIO

15H O Exército da Sombra (L’Armée des ombres) (França, Itália 1969) de Jean-Pierre Melville. Com Lino Ventura, Simone Signoret. Drama histórico em cores/137’. Classificação etária 16.

Outubro de 1942. Philippe Gerbier, engenheiro-residente, membro de um grupo de resistência gaullista, é preso num campo de concentração francês, depois transferido ao quartel general da Gestapo em Paris. Ele foge e chega a Marselha, onde deve capturar a pessoa que o traiu.

 

18H – Z (Argélia, França 1968) de Costa-Gavras. Com Jacques Perrin, Jean-Louis Trintignant, Yves Montand. Drama em cores/121’. Classificação etária 14.

Presidente do Movimento Nacional pela Paz, Z morre num misterioso acidente de estrada ao sair de uma reunião. Apesar das ameaças de morte recebidas pela vítima, a polícia confirma a tese de acidente. Ajudado por um jornalista, o juiz de instrução tenta provar o contrário…

 

20H15 – O Estado Contra Mandela e os Outros (Le Procès Contre Mandela et les Autres) (França 2018) de Nicolas Champeaux, Gilles Porte. Documentário em cores/106’. Classificação etária 14.

O ano de 2018 marca o centenário do nascimento de Nelson Mandela, o homem revolucionário que se viu no centro do julgamento histórico de 1963 e 1964. Porém, havia outras oito pessoas que também estavam esperando o veredito que poderia levá-los à sentença de morte.